CONTROLE DE INFECÇÃO EM LABORATÓRIOS DE PRÓTESE NO MUNICÍPIO DE FRANCA –SP.

  • Douglas de Mattos Universidade de Franca - UNIFRAN
  • Douglas Silva Neves Universidade de Franca - UNIFRAN
Palavras-chave: prótese dentária, biossegurança, desinfecção

Resumo

Os trabalhos realizados em laboratórios dentários, tais como reparos, moldagens e ajustes de peças protéticas, são contaminados pelo contato com os fluidos orais dos pacientes. Nos laboratórios os protéticos trabalham confeccionando como, por exemplo, as próteses dentárias, onde os instrumentos de aplicação do material, escultura podem estar contaminados, colocando em risco toda a equipe de saúde oral pela exposição a microrganismos.São bem conhecidos os riscos que se pode acometer a equipe odontológica em consultórios, por este fato, acaba sendo também um meio de transmissão de infecção para os laboratórios de prótese. Desse modo, justifica-se a preocupação das rotinas em biossegurança empregados nos laboratórios de próteses. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o conhecimento dos técnicos de laboratórios de prótese sobre os procedimentos em controle de infecção. 
Publicado
2016-03-31
Seção
Artigo Ciências da Saúde