Toxoplasma gondii, Cryptosporidium spp. E Giardia spp. EM PISCINAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS, SP.

  • Regina Maura Bueno Franco UNICAMP/Docente
  • Carolina Ortiz Unicamp/estudante
  • Diego averaldo Guiguet Leal
  • Vagner Ricardo Silva Fiuza
Palavras-chave: Cryptosporidium spp., Giardia spp., piscinas, Saúde Pública Toxoplasma gondii.

Resumo

Os protozoários Toxoplasma gondii, Cryptosporidium spp. e Giardia spp. são frequentemente associados a surtos pela contaminação de fontes de água, água potável e águas para atividades de recreação, especialmente em piscinas onde a desinfecção da água ocorre somente pela cloração. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar a ocorrência de Toxoplasma gondii, Cryptosporidium spp. e Giardia spp., em piscinas públicas do Município de Campinas, SP. Para tanto, foram colhidas 29 amostras de água de piscinas públicas de Campinas, sendo 22 de água da retrolavagem dos filtros e 7 de água das piscinas. A detecção de Giardia spp. e Cryptosporidium spp. foi realizada pelo método de membrana filtrante (MF) proposto por Franco et al., 2001, com modificações (Centrifugo-concentração a 1500 x g/15minutos e separação imunomagnética (IMS) com dissociação térmica), sendo o produto analisado por teste de imunofluorescência direta (IF) e confirmação morfológica com Contraste Interferencial Diferencial (DIC). Para a detecção dos oocistos de Toxoplasma gondii, foi utilizado o liquido de descarte da etapa de purificação por IMS, o qual foi submetido à flutuação em solução de sacarose (gr. sp.=1,20 g/mL), o produto foi filtrado em uma membrana de 22 mm, sendo examinada ao microscópio sob luz UV. Quando detectadas formas similares aos oocistos de T. gondii, a membrana foi lavada e o liquido resultante empregado para realizar a análise molecular para a confirmação da presença de T. gondii, utilizando o fragmento do Elemento de Repetição de 529 pb.  T. gondii foi detectado em 1 piscina (4,7%) mediante FM e PCR, Giardia spp. foi detectada em 3 (10,3%) piscinas e Cryptosporidium spp. em 2 (6,8%), por visualização (IF e DIC). Os resultados obtidos são relevantes em Saúde Pública, pois foi detectada a presença de três protozoários patogênicos nas águas das piscinas, representando um risco para a saúde dos usuários destes locais. 
Publicado
2016-10-18
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017