AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA DE CAMUNDONGOS INFECTADOS PELA CEPA MC DE TRYPANOSOMA CRUZI

  • Colete Fonseca
  • Viviane Rodrigues Esperandim Universidade de Franca
  • Janaina Fernanda Gonçalves Neto
  • José Clovis do Prado Júnior
  • Sérgio de Albuquerque
Palavras-chave: Trypanosoma cruzi, parâmetros bioquímicos, cepa MC.

Resumo

A infecção chagásica tem se apresentado, desde a sua descrição por Carlos Chagas em 1909, como uma doença difícil de ser combatida, devido à multiplicidade de suas características. As diferenças fisiológicas e hormonais associadas ao sexo desempenham importante papel na suscetibilidade às infecções parasitárias, atuando diretamente no sistema imunológico. Sendo assim, o trabalho em questão teve como objetivo verificar as alterações bioquímicas desencadeadas pelo parasitismo nos tecidos de machos e fêmeas de Mus musculus infectados com 2 x 410 formas tripomastigotas da cepa MC de T. cruzi, isolada de Cerdocyon thousazarae por RIBEIRO e BARRETO, 1968. Para a realização desse trabalho, utilizou-se quatro grupos: controle (macho e fêmea) e infectados (macho e fêmea). No pico parasitêmico, ocorrido no 10° dia pós-infecção, foi colhido o sangue desses animais para a análise dos parâmetros bioquímicos (glicose, uréia, creatinina, aspartato-transaminase-TGO, alanina-transaminase-TGP e glutamiltransferase-GGT). Dos resultados obtidos, os parâmetros bioquímicos mostraram alterações dos níveis de glicose no plasma, caracterizando uma hipoglicemia mais acentuada nos machos do que nas fêmeas infectadas com relação aos grupos controle. Valores aumentados de uréia e creatinina foram significativos somente para os machos infectados. Com relação ao TGO, TGP e GGT, valores aumentados também foram observados nos grupos infectados, onde os machos apresentaram maiores níveis desses parâmetros. Essas alterações estão, provavelmente, associadas à parasitemia, a qual foi maior nos machos do que nas fêmeas. Sendo assim, as alterações dos parâmetros bioquímicos observadas possivelmente estão relacionadas com o dimorfismo sexual e características inerentes da cepa em questão.
Publicado
2016-10-18
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017