INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE E A ESQUISTOSSOMOSE EM MINAS GERAIS

  • José de Paula Silva UEM|G UNIFRAN
  • Mônica de Andrade
Palavras-chave: Promoção de Saúde, Esquistossomose, Sustentabilidade.

Resumo

Introdução - No Brasil algumas propostas de avaliação de indicadores de saúde foram realizadas, como por exemplo, o Atlas de Desenvolvimento da Saúde, elaborado pela Organização Pan-Americana de Saúde cuja proposta foi descrever a evolução de indicadores dentro do conceito de Sustentabilidade, nas dimensões social, econômica e ambiental. Materiais e métodos - Em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, bem como a proposta do Atlas de Desenvolvimento sustentável em Saúde, foram escolhidos três indicadores. O indicador da dimensão econômica foi a proporção da população em pobreza, o da dimensão social foi a proporção da população analfabeta, e o da dimensão ambiental foi o acesso à água encanada. A analise foi feita utilizando-se mapas condicionais, com o uso de uma variável de análise e duas variáveis condicionantes que são divididas em grupos, no caso a divisão por quantil.  O limite para os valores extremos foi de 1,5 vezes o intervalo interquartil (IQR).  Os outliers superiores englobaram 148 municípios, cuja incidência de esquistossomose é muito alta. Resultados e discussão - Nos mapas condicionais, foram identificadas três situações, considerando as combinações das variáveis, utilizando como mapa base o boxmap da media de esquistossomose entre os anos de 2007 a 2014. Os quantis das variáveis: extremamente pobres e sem água encanada, demonstram que, o maior número de outliers ocorre nos terceiros quantis . Os quantis das variáveis: analfabetismo e sem água encanada, apresentaram o maior número de outliers nos terceiros quantis. Os quantis das variáveis: analfabetismo e extremamente pobres, também apresentaram o maior número de outliers nos terceiros quantis. Conclusao – Os valores extremos ocorrem nos terceiro quartis e nos três o maior número de notificações de esquistossomose ocorrem em municipios com os piores indicadores de sustentabilidade nas dimensões social, econômica.
Publicado
2016-10-18
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017