EURITREMATOSE PANCREÁTICA EM BOVINO NA CIDADE DE TUBARÃO, SC, PRIMEIRO RELATO DA REGIÃO.

  • Pâmela da silva Correa unisul tubarão
  • Aline Alborgheti
  • Bianca Thomazi
  • Daniela Boaventura
  • Cintia da L. Marques
  • Ramon S. Ghizzo
  • Luísa L. Vieira
  • Rene D. Blazius
Palavras-chave: Eurytrema, Zoonose, Pâncreas, sedimentação

Resumo

Dentre as diversas parasitoses, a euritrematose, além de ser uma zoonose, é uma importante doença do pâncreas de bovinos. Na cidade de Tubarão, SC, em um rebanho de aproximadamente 30 animais, da raça Nelore, não vacinados para Clostridium spp.,  uma fêmea foi encontrada morta. Realizada a necropsia, observou-se   no interior do ducto estruturas morfologicamente compatíveis com Eurytrema sp e ovos do trematódeo. Caracterizando enterite fibrinonecrótica associada á proliferação bacteriana, além de pancreatite leve (grau II) associada à euritrematose. Posteriormente foram coletadas 9 amostras fecais do rebanho, as quais foram analisadas pelas técnicas de MacMaster e Sedimentação espontânea. Desses, quatro foram positivas para Superfamília Trichostrongyloidea com OPG variando entre 200 e 500 ovos, duas amostras positivas para a presença de ovos de Fasciola hepatica e uma positiva para Eurytrema sp., ambos identificados pela técnica de sedimentação. Este é o primeiro relato de euritrematose bovina na região Sul de Santa Catarina.

Biografia do Autor

Pâmela da silva Correa, unisul tubarão
laboratorio de patologia, parasitologia animal
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017