COLORAÇÃO DE TRICRÔMICO DE MASSON NA HABRONEMOSE CUTÂNEA

  • Amanda Garcia Pereira Univerdade de Franca-Unifran
  • Vanessa Yurika Murakami Universidade de Franca - Unifran
  • Mariana Reato Nascimento Universidade de Franca- Unifran
  • Jéssica Cristina de Barros Universidade de Franca- Unifran
  • Leonardo Lamarca de Carvalho Universidade de Franca- Unifran
  • Eraldio da Silva Oliveira Universidade de Franca- Unifran
  • Douglas Gomes Borges Universidade de Franca- Unifran
  • Marina Laudares da Costa Universidade de Franca- Unifran
  • Larissa Fernandes Magalhães Universidade de Franca- Unifran
  • Fernanda Gosuen Gonçalves Dias Universidade de Franca - Unifran
  • Lucas de Freitas Pereira Universidade de Franca- Unifran
Palavras-chave: equino, histoquímica, larvas

Resumo

A coloração pelo tricrômico de masson é uma combinação de tintura usada em um protocolo de três cores em histologia, sendo um nuclear. É uma técnica de histoquímica, não derivado da hematoxilina, muito usada por ser um procedimento bastante simples, que fornece resultados uniformes. Esta coloração demonstra detalhes do citoplasma e do núcleo, bastante utilizada para evidenciar microrganismos em geral, incluindo larvas de parasitas. A habronemose cutânea é uma infecção com larvas de moscas dos estábulos que ocorre nos equinos e é caracterizada macroscopicamente por lesões circulares na pele de até aproximadamente 15 cm de diâmetro, com superfície ulcerada e que ao corte apresenta um tecido brancacento contendo áreas focais branco amareladas e ocasionalmente com focos mineralizados. As características das lesões da habronemose cutânea não são específicas e por isso deve ser feito diagnóstico diferencial principalmente para pitiose, tecido de granulação exuberante, sarcóide e neoplasias. A biópsia é um método importante para o diagnóstico, onde realiza a coleta de amostras, preferencialmente das bordas da lesão, abrangendo áreas com e sem pele, não podendo ser muito superficial. Microscopicamente, é caracterizada por uma dermatite com acentuado infiltrado eosinofílico, contendo áreas de infiltrado misto e áreas multifocais de necrose (geralmente mineralizadas) com macrófagos delimitando as larvas de nematódeos. Apresenta células epitelióides e gigantes, e superfície epitelial geralmente ulcerativa. Diante da importância patológica da doença, o objetivo do presente trabalho é discorrer sobre a importância e auxílio da coloração do Tricrômico de Masson no diagnóstico da habronemose cutânea, o qual permite a melhor visualização do parasita no tecido, que muitas vezes não é evidenciado nas colorações de rotina e, observação do número médio de larvas/campo/lâmina, independentemente da fase do ciclo de vida. 
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017