Trypanosoma vivax: RELATO EM BOVINO

  • Vanessa Yurika Murakami Unifran
  • Rafael de Melo Alves
  • Mariana Reato Nascimento UNIFRAN
  • Jéssica Cristina de Barros UNIFRAN
  • Leonardo Lamarca de Carvalho UNIFRAN
  • Marina Laudares da Costa UNIFRAN
  • Eráldio da Silva Oliveira UNIFRAN
  • Douglas Gomes Borges UNIFRAN
  • Amanda Garcia Alves Unifran
  • Fernanda Gosuen Gonçalves Dias UNIFRAN
  • Lucas de Freitas Pereira Unifran

Resumo

A tripanossomíase é uma enfermidade parasitária resultante da infecção no sangue por uma das espécies existentes no gênero Trypanossoma, possui distribuição cosmopolita e acomete tanto humanos quanto animais. Na América do Sul, três espécies tem maior importância patológica e econômica, sendo Trypanossoma cruzi, Trypanossoma evansi e Trypanossoma vivax. Nos bovinos a doença ocorre pelo Trypanossoma vivax, é comumente observada na forma de surtos, e sua transmissão é feita por vetores mecânico ou de forma iatrogênica. Diante da gravidade e da atenção que a doença tem recebido na atualidade, o presente trabalho teve como objetivo descrever o caso de um bovino, fêmea, girolando, 6 anos, atendido na região de Franca-SP, com histórico de hiporexia, emagrecimento progressivo, letargia e queda abrupta de lactação. O animal encontrava-se no pós-parto, ao exame clínico evidenciou-se taquicardia, taquipnéia, desidratação, mucosas hipocoradas e febre, pelo hemograma verificou-se anemia e trombocitopenia. Observaram-se por microscopia direta formas tripomastigotas característico de T. vivax, confirmando o diagnóstico. O tratamento clínico instituído baseou-se na administração sistêmica de Diaceturato de diminazene (3,5 mg/kg) por dois dias consecutivos. A terapia realizada proporcionou melhora clínica do animal, entretanto este medicamento não é suficiente para cura da doença, considerando que, as drogas indicadas para tal tratamento não são autorizadas no país. A doença manifesta-se de diversas formas, geralmente associado à anemia. O número de casos da doença tem multiplicado exponencialmente na região sudeste, principalmente na forma aguda e sub aguda. A susceptibilidade dos animais infectados, a presença de genótipos cada vez mais virulentos do parasita, o uso indiscriminado de medicamentos injetáveis e o aumento de vetores tem contribuição favorável para o aumento no número de casos e severidade da doença. Este fato tem despertado a atenção de autoridades e profissionais sobre a emergência da tripanossomíase por T. vivax, que vem ocasionando danos irreparáveis na bovinocultura leiteira.
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017