AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE LEISHMANICIDA DE ALGUNS ANÁLOGOS DE CURCUMINA CONTRA Leishmania amazonensis

  • Julia Medeiros Souza Universidade de Franca
  • Karla Ramos da Silva Universidade de Franca
  • Rosangela da Silva Universidade de Franca
  • Govind J. Kapadia Howard University
  • Subba Rao Global Biotechnology Resource Center
  • Lizandra Guidi Magalhães Universidade de Franca
Palavras-chave: Análogos de curcumina, Leishmania amazonensis, in vitro

Resumo

A leishmaniose, causada por espécies de Leishmania sp, é uma doença negligenciada debilitante e potencialmente fatal. O tratamento é realizado utilizando os antimoniais pentavalentes e Anfotericina B, apesar da sua toxicidade. Por isso, há uma intensificação na pesquisa de produtos antiparasitários que sejam eficazes contra a leishmaniose. Curcumina é uma substância extraída da planta Curcuma longa e apresenta atividades biológicas contra vários parasitos incluindo os parasitos do gênero Leishmania sp. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi avaliar a atividade de seis análogos de curcumina contra L. amazonensis. A atividade leishmanicida foi avaliada nas concentrações de 0,19 a 100 μM contra as formas promastigotas após 24 e 48 horas. A atividade citotóxica foi avaliada contra macrófagos peritoneais, nas mesmas condições descritas anteriormente. A atividade hemolítica foi avaliada nas mesmas concentrações citadas anteriormente por um período de 30 minutos. Após avaliação contra os parasitos, os valores de concentração inibitória de 50% (CI50) dos parasitos para os análogos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 foi de 134,8, 0,62, 1,38, 0,16, 0,44 e 0,04 µM em 24 horas e 50,42, 0,41, 0,48, 0,15, 0,29 e 0,04 em 48 horas, respectivamente. Em relação a atividade citotóxica as amostras 1, 2, 3, 4, 5 e 6 apresentaram concentração citotóxica de 50% (CI50) das células de 455,9, 143,20, 109,10, 69,98, 33,62 e 12,75 µM em 24 horas e 110,70, 5,34, 51,13, 45,43, 20,05 e 3,37 µM em 48 horas, respectivamente. Nenhuma das amostras apresentou lise das hemácias, com valores de concentração hemolítica de 50% das células >100 µM. Diante dos resultados obtidos, novos experimentos serão realizados para avaliar o efeito dos análogos de curcumina no estágio de amastigota bem como avaliar o seu mecanismo de ação e o seu potencial in vivo.
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017