DESCRIÇÃO DO TERCEIRO ESTÁDIO LARVAL DE Fannia sabroskyi SEAGO, 1954 (DIPTERA, FANNIIDAE): ESPÉCIE DE IMPORTÂNCIA MÉDICA E FORENSE

  • Aline Marrara do Prado Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
  • Maicon Diego Grella Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
  • Cauê Trani de Mira Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
  • Patricia Jacqueline Thyssen Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Palavras-chave: Ciências biológicas

Resumo

Fanniidae (Insecta, Diptera) representa uma família de moscas, em geral com tamanho diminuto, de ampla distribuição geográfica e com aproximadamente 300 espécies descritas. De hábitos alimentares e ecológicos diversificados, os fanídeos podem desde causar miíases facultativas até serem encontrados criando-se em carcaças. No último caso estão particularmente associadas aos estágios tardios da decomposição e por isso ganham importância na área forense para estimar o intervalo pós-morte, embora pouco se conhece sobre a bionomia e a taxonomia das fases imaturas desses dípteros. Assim, no presente estudo foram realizadas análises morfológicas descritivas para o terceiro estádio de Fannia sabroskyi Seago, 1954, espécie comumente coletada no Brasil e atraída por substratos em decomposição. Colônias foram estabelecidas em laboratório sob condições controladas (27±1 ºC; 70±10 UR; 12:12 h). O estímulo à postura e a alimentação das larvas foram feitos com fígado bovino cru. Para os estudos morfológicos, amostras (N=20) foram retiradas do substrato, após 96 horas de desenvolvimento, preservadas em solução fixadora e examinadas em microscópio eletrônico de varredura e estereomicroscópico. Ao todo, foram levantados 32 caracteres diagnósticos, internos e externos, para o terceiro estádio de F. sabroskyi assim descritos: achatamento dorsoventral dos segmentos corporais (N=12); segmentos torácicos, abdominais e divisão anal com pares de processos ramificados (dorsolaterais, laterodorsais, dorsomedianos, láteroventrais, ventrolaterais e ventromedianos); esqueleto cefalofaríngeo com dentes longos e arqueados, cornos dorsal e ventral amplos, com comprimento do corno dorsal pouco menor que o ventral, fragma tentorial com comprimento maior que a altura e ponte dorsal  com numerosas perfurações em toda sua área; espiráculo anterior contendo nove lobos; e tegumento recoberto em toda sua extensão por pequenas placas esclerotizadas. Dessa forma, a descrição detalhada para F. sabroskyi comparando-a com a descrição de espécies proximamente relacionadas, além de ampliar o conhecimento sobre Fanniidae, permitirá identificar corretamente as espécies de importância médica e forense. 

Biografia do Autor

Aline Marrara do Prado, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Laboratório de Entomologia, L2, Departamento de Biologia Animal, IB, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Campus Universitário Zeferino Vaz, Rua Monteiro Lobato, 255, Barão Geraldo, Campinas, São Paulo, Brazil. CEP 13083-970
Maicon Diego Grella, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Laboratório de Entomologia, L2, Departamento de Biologia Animal, IB,  UNICAMP, Campus Universitário Zeferino Vaz, Rua Monteiro Lobato, 255, Barão Geraldo, Campinas, SP, Brasil.Caixa Postal 6109. CEP 13083-970
Cauê Trani de Mira, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Laboratório de Entomologia, L2, Departamento de Biologia Animal, IB,  UNICAMP, Campus Universitário Zeferino Vaz, Rua Monteiro Lobato, 255, Barão Geraldo, Campinas, SP, Brasil. CEP 13083-970
Patricia Jacqueline Thyssen, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
PhD. Professor of EntomologyDept. Biologia Animal, IB, Campus Universitário Zeferino Vaz, UNICAMP, Rua Monteiro Lobato, 255, Barão Geraldo,Campinas, São Paulo, Brazil. CEP 13083-862. P.O. box 6109.
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017