AVALIAÇÃO DA INTERAÇÃO CURCUMINA E PRAZIQUANTEL EM Schistosoma Mansoni

  • Daniela de Paula Aguiar Universidade de Franca
  • Fernanda Rafacho Badoco Universidade de Franca
  • Karen Ramos da Silva Universidade de Franca
  • Vanderlei Rodrigues Universidade de São Paulo
  • Lizandra Guidi Magalhães Universidade de Franca
Palavras-chave: Curcumina, Interação, Praziquantel, Schistosoma mansoni.

Resumo

A esquistossomose causada pelo Schistosoma mansoni é uma infecção helmíntica, responsável por grave morbidade. No tratamento é utilizado o Praziquantel (PZQ), porém existem linhagens menos sensíveis ao PZQ. Estudos do nosso grupo, demonstrou que Curcumina (CUR), isolada da Curcuma longa, apresenta atividade contra S. mansoni. Considerando que a interação entre substâncias é uma alternativa para aumentar a eficácia, diminuir toxicidade e resistência no tratamento de doenças, essa estratégia tem sido investigada na esquistossomose. O objetivo foi avaliar a viabilidade de vermes adultos após incubação com a interação CUR-PZQ in vitro e alterações ultraestruturais após incubação com CUR, PZQ e CUR-PZQ. Casais de vermes adultos foram recuperados por perfusão do sistema porta-hepático de camundongos após 52 dias de infecção, cultivados duas concentrações acima e três abaixo dos valores de CL50 para a interação, os valores de Índice de combinação (CI) e isobolograma foram calculados usando o software CompuSyn, ou cultivados na Concentração Letal de 50% de CUR e PZQ e a interação na razão 0.5 e 0.75 (concentração que afeta 50 e 75%), durante 24h, e a análise ultraestrutural foi avaliada utilizando microscópio de transmissão. Os resultados da interação mostraram efeito sinérgico em 24h de incubação com valores de CI de 0,83, 0,89, 0,99, no CL50, CL75 e CL90, os resultados de microscopia apresentaram alterações como formação de vacúolos, inchaço na concentração de 38,5uM de CUR. Parasitos incubados com 0,81µM de PZQ apresentaram intensa alteração do tegumento. Já os parasitos incubados com a interação CUR-PZQ na razão 0.5, apresentaram drásticas alterações nas células vitelínicas e  alteração no tegumento. Por fim, na interação 0.75, apresentaram inchaço de microtúbulos e presença de glóbulos vitelínicos fundidos. Os resultados até o momento mostra que a interação apresenta efeito sinérgico em 24h de incubação e sugere que CUR, PZQ e a interação podem desencadear alterações morfológicas em S. mansoni.  
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017