Avaliação de curcumina em caramujos e embriões de Biomphalaria glabrata e em cercárias de Schistosoma mansoni

  • JAQUELINE LOPES MATOS Universidade de Franca
  • kAREN RAMOS DA SILVA
  • LIZANDRA GUIDI MAGALHÃES
Palavras-chave: Biomphalaria glabrata, curcumina, Schistosoma mansoni, esquistossomose

Resumo

A esquistossomose é uma doença tropical causada por helmintos do gênero Schistosoma, sendo somente Schistosoma mansoni presente no Brasil e que tem como hospedeiros intermediários caramujos do gênero Biomphalaria. Pesquisa tem mostrado que a oleoresina e o óleo essencial de Curcuma longa apresentam atividade moluscicida e que a substância curcumina, apresenta atividade esquistossomicida contra os vermes adultos do parasito. O objetivo foi avaliar a atividade de curcumina em caramujos adultos e embriões de Biomphalaria glabrata e em cercarias de S. mansoni. Cinco caramujos com 15-18mm de diâmetro da concha foram expostos à curcumina  nas concentrações de 25; 50 e 100 µg/mL durante 24 horas a 26ºC. Após a exposição, os caramujos foram lavados e observados diariamente durante sete dias, onde a taxa de mortalidade foi registrada. Caramujos foram mantidos por 24 horas em aquário contendo como substrato folhas de plástico para ovoposição. Após este período, os embriões foram expostos à curcumina nas concentrações de 6,25; 12,5; 25; 50 e 100 µg/mL por 24 horas. Após a exposição, os embriões foram lavados e observados diariamente durante 7 dias usando microscópio invertido. As cercarias foram colocadas em contato com a curcumina sob as concentrações de 3,125; 6,25; 12,5; 25; 50; 100 e 200 μM, cujas taxas de mortalidade foram observadas em um período de 1 hora após a exposição à curcumina usando microscópio invertido. Contra caramujos adultos de B. glabrata, curcumina causou mortalidade entre 13,33±1155%; 33,33±11,55% e 53,33±11,55% respectivamente, após 24 horas de tratamento e causou 100% de mortalidade em embriões nas concentrações de 50 e 100 µg/mL. Na atividade cercaricida, curcumina apresentou resultados eficazes, causando mortalidade de 100% de cercárias em várias concentrações. Curcumina mostrou-se uma substância interessante para o controle da esquistossomose, visto que ela atua nas desovas dos caramujos B. glabrata e nas cercarias, larvas infectantes do parasito.
Publicado
2016-10-17
Seção
FOTOS - ENCONTRO NACIONAL DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA 2017