CRIPTORQUIDISMO EM EQUINOS

  • Antônio Henrique Lima Pedro Universidade de Franca
  • Fernanda Gosuen Gonçalves Dias Universidade de Franca
  • Vítor Foroni Casas Universidade de Franca
  • Caio Afonso Santos Malta Universidade de Franca
  • Lucas Freitas Pereira Universidade de Franca

Resumo

O criptorquidismo é a afecção testicular mais comum nos equídeos, caracterizada pela não descida de um ou ambos os testículos para a bolsa escrotal. Esta doença congênita apresenta basicamente duas classificações, abdominal ou inguinal, podendo ser uni ou bilateral. Animais acometidos demostram temperamento semelhante ao de um garanhão hígido, devido ao testículo retido manter a produção hormonal; se apenas um testículo estiver retido, a produção de espermatozóides normalmente é conservada, porém se ambos estiverem retidos, o paciente será infértil. O diagnóstico é feito por palpação externa da bolsa escrotal, palpação retal para avaliar o anel inguinal, além de dosagem de hormônios, ultrassonografia e laparoscopia. O tratamento de eleição é o cirúrgico; com a remoção de ambos os testículos, até mesmo o presente no escroto. Recomenda-se que os animais criptorquidas sejam retirados da reprodução pelo fato desta afecção apresentar caráter hereditário.

Biografia do Autor

Fernanda Gosuen Gonçalves Dias, Universidade de Franca
Docente do Curso de Graduação em Medicina Veterinária da Universidade de Franca
Publicado
2016-03-30
Seção
Revisão Clínica e Cirurgia de Grandes Animais