ESTRESSE OXIDATIVO NA PRODUÇÃO IN VITRO DE EMBRIÕES BOVINOS: REVISÃO DE LITERATURA

  • MONICA CASSIA TRINDADE medica veterinária autônoma
  • BEATRICE INGRID MACENTE Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal
  • WILTER RICARDO RUSSIANO VICENTE Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal
  • MARICY APPARICIO UNIFRAN/FCAV Unesp Jaboticabal
Palavras-chave: ESTRESSE OXIDATIVO, PRODUÇÃO DE EMBRIÕES, ANTIOXIDANTES

Resumo

O estresse oxidativo influência a eficiência da produção in vitro de embriões. Resultados desse estresse podem causar alterações negativas nos processos de maturação e fecundação dos oócitos bem como de cultivo dos prováveis embriões. Para reverter o quadro de estresse oxidativo, é preciso reduzir a produção de espécies reativas de oxigênio (ROS) ou aumentar a quantidade de antioxidantes disponíveis. A presente revisão de literatura visa apresentar a influência do estresse oxidativo na reprodução animal bem como estratégias que possam ser realizadas para impedir o seu acontecimento e obter melhores índices de desenvolvimento, tais como o uso de antioxidantes no meio de maturação de oócitos e do cultivo de embriões bovinos

Biografia do Autor

MARICY APPARICIO, UNIFRAN/FCAV Unesp Jaboticabal
Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal
Publicado
2016-03-30
Seção
Revisão Reprodução Animal