ESTUDO QUÍMICO DAS FOLHAS DE STYRAX FERRUGINEUS.

  • Wender Henrique Custodio Figueiredo
  • Tavane Aparecida Alvarenga
  • Thaís de Almeida Silva
  • Valéria Maria Melleiro Gimenez
  • Márcio Luis Andrade e Silva
  • Wilson Roberto Cunha
  • Ana Helena Januário
  • Patrícia Mendonça Pauletti
Palavras-chave: fitoquímica, Styrax, Styrax ferrugineus, Styracaceae.

Resumo

Styrax pertence à Styracaceae que é composta por aproximadamente 130 espécies. Estudos fitoquímicos anteriores de S. ferrugineus revelaram a ocorrência de lignanas, neolignanas, esteróides e triterpenos. Onde, as lignanas benzofurânicas, homoegonol e egonol, apresentaram principalmente atividade antimicrobiana e citotóxica, o que evidencia a importância do estudo desta espécie. Neste trabalho o objetivo principal é o estudo fitoquímico das partes aéreas de S. ferrugineus. Assim, o material vegetal (358,5 g) material vegetal foi submetido à extração à temperatura ambiente, por maceração com etanol durante 3 dias, com três repetições, e concentrados em evaporador rotatório fornecendo 45,2 g de extrato bruto. Uma parte do extrato bruto (20 g) foi dissolvida em 500 mL de MeOH-H2O (8:2, v/v) e submetida a partição líquido-líquido com hexano, AcOEt e n-butanol. Deste procedimento foram obtidas as frações: hexânica (2,2 g), AcOEt (2,9 g), n-butanólica (12,4 g) e hidrometanólica (2,5 g). A fração AcOEt após coluna cromatográfica com Sephadex LH-20 resultou no isolamento dos flavonóides quercetina e kaepferol.  
Publicado
2015-11-11