Edição Atual

v. 16 n. Especial (2020): Janela de diálogos: entrevistas em tempos de pandemia
"Janela de diálogos: entrevistas em tempos de pandemia" é o título deste número especial da Revista Diálogos Pertinentes, o qual materializa o conjunto de três entrevistas realizadas pelo Ciclo de Entrevistas do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UNIFRAN, durante o período de isolamento social.
Publicado: 2020-12-30

Entrevista

Ver Todas as Edições

Formatação: Os artigos deverão ser redigidos na ortografia oficial em formato A 4, espaço simples, margem de 2 cm de cada um dos lados, perfazendo o total de, no mínimo de 10 páginas e no máximo 18, incluindo as ilustrações (gráficos, tabelas, fotografias etc.). O corpo do texto deverá estar em caixa alta e baixa, tamanho/fonte 12, tipo Times New Roman.

Organização: A organização dos trabalhos deve obedecer à seguinte sequência:

TÍTULO E SUBTÍTULO: o título e subtítulo deverão estar em caixa alta e baixa, respectivamente, tamanho/fonte 12, negrito, tipo Times New Roman. Na linha abaixo deverá vir o título e subtítulo em inglês, no mesmo formato;

NOME DOS AUTORES: por extenso sem abreviaturas, abaixo do título do artigo;

IDENTIFICAÇÃO DOS AUTORES: a qualificação, titulação e Instituição de procedência deverão ser colocadas abaixo do título do artigo, autor por autor;

RESUMO E PALAVRAS-CHAVE: com máximo de 250 palavras, na 3ª linha após o(s) nome(s) do(s) autor(es) e palavras-chave (mínimo de três e máximo de cinco, uma linha abaixo do resumo), escritas no idioma do artigo;

ABSTRACT e KEYWORDS: versão para o inglês do Resumo e das Palavras-chave, sendo que o abstract deve vir duas linhas abaixo das palavras-chave e keywords uma linha abaixo do abstract. Caso o trabalho seja escrito em inglês ou espanhol, a versão deverá ser em português;

TEXTO

REFERÊNCIAS: serão baseadas na NBR 6023/2002 da ABNT, ordenadas alfabeticamente pelo sobrenome do autor e evitando-se o uso do et al.

ANEXOS.

 

Submissões para o volume 17, n°1: 30/04/2021

ISSN: 2177-9856

 

Número temático, v. 17 - Práticas de resistência frente à Barbárie: língua, discurso, sujeito e sentido

Organização

Profa. Dra. Mónica G. Zoopi-Fontana (IEL/ UNICAMP)

Prof. Dr. Jacob dos Santos Biziak (IFSP / UNICAMP)

Profa. Dra. Aline Fernandes de Azevedo Bocchi (PPG Linguística – UNIFRAN)

Em 29 de maio de 2021, milhares de pessoas saíram às ruas em manifestações em todos os estados brasileiros pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Nas redes sociais, a #29M pelo “Fora Bolsonaro” provocou uma gigantesca tomada da palavra pública a favor da vida, contra o genocídio e o negacionismo. Tendo isso em vista, a proposta deste Número Temático é colocar em circulação resultados de pesquisas, análises e ensaios que lancem luz à práticas de resistência que têm lugar na atual conjuntura de crise política e sanitária, com efeitos combativos dos modos de inscrição histórica da violência, do discurso de ódio e de intolerância, da defesa pública da ditadura e da tortura, do negacionismo e do ataque à ciência, da instalação de uma reação política de indiferença frente a um vírus letal. Entende-se que as práticas de resistência insurgem como forma de transformar a realidade de opressão que enfrentamos hoje; processos que reinventam sentidos e deslocam posições discursivas, pela denúncia, pelo testemunho, pela palavra que apreende e torce o discurso do adversário, desnudando suas filiações ideológicas. Colocar em circulação discursos que instalem uma descontinuidade na regularização de sentidos, que promovam torções em redes de significações sedimentadas, além de reafirmar movimentos de reparação também consiste na invenção face à Barbárie. Assim sendo, receberemos artigos que apresentem reflexões realizadas a partir dos estudos do discurso em suas diferentes filiações, e cuja especificidade seja articular práticas de resistência que se constituam como resposta ao trauma de nossa condição atual, e o façam em consideração ao desejo, no horizonte da subjetividade de nossa época.

 Data limite para submissões de manuscritos: 31 de agosto de 2021.

Data de publicação do dossiê: dezembro de 2021.