CULTURA E TRADUÇÃO JORNALÍSTICA: UMA ABORDAGEM TEÓRICA

  • Maria Teresa Marques Santos Universidade de Brasília (UnB)
  • Sabine Gorovitz Universidade de Brasília (UnB)

Resumo

Após o advento da chamada “virada cultural”, percebe-se, nocontexto dos estudos da tradução, o enfraquecimento da perspectiva estruturalista que por anos concebeu o sentido como imanente ao texto.A partir dessa ruptura com o estruturalismo, variáveis como cultura, contexto histórico, representações semânticas e função – da tradução – passaram a ocupar posição central na análise e prática tradutórias. Almejando compreender o diálogo entre cultura e tradução – em específico, tradução jornalística – e tendo como referencial teórico a abordagemfuncionalista proposta por Christiane Nord, o objetivo deste ensaio é refletir a respeito da diversidade de fatores extratextuais que envolvem a tradução de reportagens jornalísticas – textos culturalmente marcados.
Publicado
2014-04-10
Seção
Artigos