Dilma Rousseff: o ethos retórico da primeira presidenta do brasil

  • Marina Gláucia Verzola Universidade de Franca
  • Maria Flávia Figueiredo Universidade de Franca

Resumo

Durante o período de eleições governamentais, percebemos, na maioria das comunidades, discussões acerca dos principais candidatos, suas vidas, discursos e expectativas. A política faz parte do dia a dia de todo cidadão e, por isso, o assunto torna-se ainda mais relevante quando vivenciamos um fato inédito, como aconteceu no Brasil no segundo semestre do ano de 2010: pela primeira vez na história do país, uma mulher ocuparia o cargo de presidenta da República. Em decorrência disso, o objetivo deste trabalho é analisar a constituição do ethos retórico nos discursos de Dilma Rousseff. A pesquisa foi feita com base na teoria da Argumentação e da Retórica sobre o ethos e os autores que dão suporte a ela, são Michel Meyer, Olivier Reboul, Chaïm Perelman e Lucie Olbrechts-Tyteca. O corpus é composto pelo pronunciamento de Dilma Rousseff do dia 31 de outubro de 2010 e também por seu discurso de posse do dia 1º de janeiro de 2011. Assim que o corpus foi delimitado, procedemos à análise dos excertos que apresentam a constituição do ethos retórico da presidenta em questão. Dessa maneira, concluímos que Dilma faz uso de estratégias retóricas para construir sua imagem que, na verdade, é aceita por seu auditório – eleitores brasileiros – devido, principalmente, à identificação deste com a imagem de Lula, à qual Dilma tenta dar continuidade.
Publicado
2012-12-11
Seção
Artigos