O DISCURSO SOBRE LEITURA NA ESFERA ESCOLAR E SUA RELAÇÃO COM O DISCURSO CIENTÍFICO

  • Rosana Cardoso Universidade de Franca
  • Marina Célia Mendonça Universidade Estadual Paulista

Resumo

Neste trabalho, é analisado o discurso sobre as habilidades de leitura enunciado por professores e alunos. A base teórica que sustenta as análises são os estudos bakhtinianos do discurso, que consideram o sentido necessariamente afetado pela esfera de atividade em que ocorre a enunciação. O enunciado concreto, nessa perspectiva, tem sua identidade na relação com os valores sociais que constituem a consciência do autor e nas ideologias que se materializam no discurso,sempre marcado pela relação constitutiva entre o eu e o outro. Os resultados apontam para as seguintes conclusões: o discurso do senso comum sobre leitura aparece nas respostas dos professores analisados, os quais consideram seus alunos maus leitores; esses profissionais também não reconhecem a tecnologia como fonte de leitura para seus alunos. Assim, leitura que interessa aos alunos não é aceitana escola. A violência simbólica praticada pela escola aparece no momento em que o professor desconsidera a linguagem do aluno e as leituras que lhes interessam; também aparece quando o docente impede seus alunos de realizarem novas leituras; ademais, a leitura é sempre única, não há o novo, o irrepetível, o que impossibilita a pluralidade de significações.
Publicado
2011-07-01
Seção
Artigos