A VÍTIMA SILENCIADA E O GRITO IMPOTENTE: Testemunho, denúncia e luto na literatura de viúvas de militantes e desaparecidos políticos

Resumo

Analisamos a relação entre testemunho, denúncia e luto na literatura escrita por viúvas de militantes e desaparecidos políticos assassinados pela ditadura civil-militar brasileira. O artigo se embasa no quadro teórico e metodológico da análise do discurso em diálogo com a psicanálise, a crítica literária e a história. Nosso arquivo de leitura é constituído por dois livros: A revolta das vísceras: uma visão feminina da luta armada no Brasil. Uma história de paixão e morte (1982), de Mariluce Moura, e Exílio (2016), de Ester Cristelli. Consideramos que essas obras mostram mais do que uma representação dos acontecimentos, elas possibilitam compreender a literatura como forma de denúncia das violências da ditadura e como tentativa de realizar um luto público.
Publicado
2022-06-30