O PATHE PROJETIVO E EFETIVO E O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA BNCC

Resumo

O presente artigo tem como objetivo principal entender quem é o auditório visado pelo texto da Base Nacional Comum Curricular, especificamente no componente curricular língua inglesa. O que se pode perceber é que, com o advento da BNCC, em 2018, o ensino da disciplina língua inglesa, componente curricular obrigatório a partir do Ensino Fundamental – Anos Finais –, é repensado, levando-se em consideração não apenas mudanças na própria sociedade, que tem, na língua inglesa, um idioma vastamente usado ao redor do mundo, mas também pensando no auditório que receberá essa Base e que dela fará uso, bem como dos beneficiários finais das propostas apresentadas no documento, prioritariamente os jovens estudantes brasileiros que se conectam ao mundo por meio da Internet e de todos os aplicativos e redes sociais cujo acesso se dá ao toque de um dedo. É pensando nesse auditório – professores e alunos – que se pode perceber a construção do discurso, cuja finalidade é persuadi-lo acerca da importância do ensino-aprendizagem da língua inglesa, por meio do desenvolvimento de conhecimentos, competências e habilidades para formar cidadãos capazes de compreender, refletir sobre, avaliar e, então, modificar a realidade em que se vivem.

Biografia do Autor

Luana Ferraz, Universidade de Franca
Doutora em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Docente do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de Franca/UNIFRAN
Marilurdes Cruz Borges
Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Unesp/Araraquara. Docente dos Programas de Pós-Graduação em Linguística e em Promoção de Saúde da Universidade de Franca/UNIFRAN
Publicado
2021-12-28