DESENVOLVIMENTO PRÉ-LINGUÍSTICO DE CRIANÇAS NASCIDAS PREMATURAS DE 0 A 12 MESES: o ato responsivo nas relações dialógicas no App Universo Prematuro®

  • Adriana Pernambuco Montesanti Unifran
  • Marisa Afonso Andrade Brunherotti Unifran
  • Marilurdes Cruz Borges Unifran

Resumo

O estudo pretende destacar a relevância das relações de vínculo entre o binômio mãe-bebê, conceituando aspectos cerebrais, cognitivos e sociais durante o processo de aquisição da linguagem desde o nascimento até os 12 meses de vida. Interessa-nos destacar a importância da interação dialógica existente na comunicação verbal e não verbal via aplicativo Universo Prematuro®. A revisão bibliográfica parte dos estudos da teoria cognitiva de Vykgosk e Piaget e do conceito de responsividade na visão bakthiniana. Para amparar os estudos, foram analisados aspectos da neurociência por meio de estudos científicos sobre o desenvolvimento infantil, disponíveis nas bases de dados Periódicos Capes e Google Scholar. Espera-se, com a presente pesquisa, elucidar a importância da interação mãe/bebê, por meio de estímulos dialógicos precoces, verbais e/ou não verbais. A intervenção e auxílio no desenvolvimento cognitivo de grupo vulnerável, proporciona equidade e qualidade de vida saudável, quando minimizadas as possibilidades de desenvolvimento linguístico atípico ou da detecção tardia, iminentes em decorrência da condição da prematuridade.  

Biografia do Autor

Adriana Pernambuco Montesanti, Unifran
Doutoranda do Programa de Promoção de Saúde da Unifran, Franca/SP, Brasil – (bolsista CAPES /apoio FAPESP)  
Marisa Afonso Andrade Brunherotti, Unifran
Profa orientadora do programa Promoção de Saúde da Universidade de Franca
Marilurdes Cruz Borges, Unifran
Profa co-orientadora do programa de Linguística da Universidade de Franca
Publicado
2020-12-30