ENTRE MODAS E MODALIDADES DA LÍNGUA: o gênero conversa no Whatsapp

Palavras-chave: Gênero Conversa no Whatsapp, Modalidade de uso da língua, Ensino.

Resumo

Diálogos por meio da ferramenta Whatsapp vêm sendo amplamente praticados por pessoas no mundo inteiro, independentemente da idade e escolaridade. Este estudo analisa o gênero conversa no Whatsapp, objetivando entender a natureza de suas formas e sentidos para alunos em contexto de uma disciplina de pós-graduação. De natureza qualitativa, com procedimentos interpretativistas, foi feito, primeiramente, um levantamento bibliográfico de pesquisas sobre o Whatsapp. Tendo sido identificada uma lacuna em relação ao estudo do gênero produzido nesse ambiente, bem como do seu possível lugar no ensino, em meio a outras ferramentas de interação, é que se originou o presente estudo. Na sequência, considerou-se teóricos que analisaram as modalidades da língua, buscando compreender o lugar do virtual e sua importância em ambientes de ensino. A partir das considerações teóricas, analisou-se o discurso de uma conversa no Whatsapp, produzida por um grupo de alunos de pós-graduação, durante seis meses. Nos resultados, notam-se transposições, compensações e peculiaridades desse gênero de discurso em relação a outros, fato que, juntamente com sua crescente ocorrência em diferentes ambientes, justificam o estudo de sua tipologia.

Biografia do Autor

Vitor Pereira Gomes, Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara-SP
Mestre em Ensino/Aprendizagem de Línguas (FAPESP/2018) pela FCLAr-unesp. Pós-graduado em Direito Educacional (2018) pelo Claretiano. Licenciado em Letras Português e Espanhol (2015) pela UFSCar, e em Artes Visuais (2017) pelo Claretiano. Atualmente, trabalha como Professor Substituto do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de São Paulo, campus Avaré nos cursos superiores de Licenciatura em Letras Português e Espanhol e Engenharia de Biossistemas, também, em cursos técnicos integrados ou concomitantes ao ensino médio. Dentre as atribuições do cargo, estão: a participação como membro titular do Núcleo Docente Estruturante (NDE) e as orientações em Estágio Supervisionado e no Programa Institucional de Bolsa Iniciação à Docência (PIBID) - todas referentes ao curso de Licenciatura em Letras.
Cibele Cecilio de Faria Rozenfeld, Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara-SP
É licenciada em Letras (Português/Inglês), mestre em Línguística pela UFSCAR, doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Faculdade de Ciências e Letras da Unesp-Araraquara (FCLAr) e possui Pós-doutorado na UFSCAR, com estágio na Ludwig-Maximilian Universität , em Munique (München). Trabalhou por um ano como Teacher Assistent na University of Missouri, onde orientou professores de alemão como LE e realizou workshops sobre o ensino de LE. Atua como docente em regime de dedicação exclusiva (RDIDP) na Faculdade de Ciências e Letras (FCLAr) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) em Araraquara/SP, no Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa (PPGLLP) e na graduação em Letras-alemão, no conjunto de disciplinas ?Língua Alemã? . Atua ainda como vice coordenadora geral e coordenadora de área no Projeto de Extensão CEL/FCLAR e no projeto "Novas linguagens e tecnologias para o Ensino Médio" . Como coordenadora geral, atua nos seguintes projetos: a) Portal de apoio a Professores de línguas estrangeiras do CEL (plataforma de materiais online, no âmbito do Nucleo de Ensino); b) Projeto Fapesp na modalidade Melhoria do Ensino público. Coordenou o subprojeto PIBID-Letras/alemão por quatro anos. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada (com ênfase em temas como crenças, ensino intercultural, ensino de línguas mediado por Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação, Ensino e Aprendizagem de alemão) e Formação de Professores de Línguas Estrangeiras. Participa dos Grupos de Pesquisa: LEV: Linguagem, Educação e Virtualidade (FFLCH/USP); GPEALE (Grupo de Pesquisa em Ensino e Aprendizagem em Língua Estrangeira) e GPFPL (Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Formação de Professores de Línguas).
Publicado
2020-12-30