“MACHO DISCRETO”: heteronormatividade, identidades silenciadas e representações (homos)sexuais nos perfis do aplicativo de relacionamentos Grindr

  • THIAGO BENITEZ DE MELO Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Maria Elena Pires Santos Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Resumo

Resumo: O objetivo deste artigo é compreender e averiguar como são construídas, por meio de discursos de autorrepresentação, as identidades dos usuários do aplicativo de relacionamentos Grindr, utilizado principalmente por homens gays (ou bissexuais), com a finalidade de marcar encontros. Busco, especificamente, analisar as representações (homos)sexuais que esses sujeitos fazem de si mesmos e do outro em seus perfis virtuais, averiguando o confronto entre a escolha de certas identidades e o silenciamento de outras através das estratégias de negociações identitárias.  A escolha desse aplicativo se deu em razão ao seu intenso crescimento de usuários e pela expressiva popularidade que ele adquiriu nos últimos anos, visto que os sujeitos, caso queiram, podem disponibilizar fotografias e informações básicas sobre si para criarem um tipo de “autoidentidade”. Para efetivo funcionamento, o Grindr opera segundo ferramentas de geolocalização, as quais fornecem a distância quase exata entre os sujeitos ali inseridos virtualmente, facilitando o encontro entre os mesmos. O percurso metodológico utilizado para a análise dos dados busca romper com as fronteiras e limites disciplinares, em direção a uma perspectiva inter/trans/indisciplinar. Amparo-me, para isso, nas perspectivas epistemológicas dos Estudos da Linguagem e da Teoria Crítica do Discurso, dos Estudos Culturais, Antropológicos e da Sociologia.

Biografia do Autor

THIAGO BENITEZ DE MELO, Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Doutorando em Sociedade, Cultura e Fronteiras, na área de concentração “Linguagem, Cultura e Identidade” pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (campus Foz do Iguaçu).
Maria Elena Pires Santos, Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Professora dos programas de Pós-graduação da Unioeste, Mestrado/Doutorado em Letras, do Mestrado/Doutorado em Sociedade, Cultura e Fronteiras e do Profletras. Doutora em Linguística Aplicada pela Unicamp.
Publicado
2020-12-30