DO POEMA AO PINCEL: DIÁLOGOS SEMIÓTICOS PELA ENUNCIAÇÃO VERBAL E VISUAL EM DRUMMOND E PORTINARI

  • Daniele Cristina Scaliante Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"
  • Matheus Nogueira Schwartzmann Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"
Palavras-chave: Enunciação, Literatura, Arte, Semiótica.

Resumo

Este artigo tem como objetivo propor um diálogo – semiótico – entre dois textos: A noite dissolve os homens, de Carlos Drummond de Andrade, um texto verbal, e os painéis Guerra e Paz, de Cândido Portinari, um texto visual. Para isso, partimos do suporte teórico da teoria semiótica greimasiana para tratar da complexidade do conceito de enunciação, relacionando-o aos desdobramentos mais recentes, a fim de apontar os procedimentos da organização textual pelos quais se organizam essas duas instâncias enunciativas distintas. Em nossa proposta de análise, pretendemos verificar de que modo esses enunciados dialogam a partir da constituição da intertexualidade temática neles instaurada.
Publicado
2020-03-03