LETRAMENTO LITERÁRIO E MEDIAÇÃO DE LEITURA: uma proposta a partir do conto O cavalo imaginário, de Moacyr Scliar

  • Leydiane Maria de Sousa Universidade Estadual do Piauí- UESPI
  • Emanoel Cesar Pires de Assis Universidade Estadual do Maranhão - UEMA
Palavras-chave: Formação do leitor de literatura, letramento literário, mediação de leitura, estratégias de leitura.

Resumo

Nos últimos anos, multiplicaram-se as pesquisas sobre a formação do leitor de literatura. A escola, sendo o espaço natural de aprendizagem e descoberta da leitura literária, tem se tornado objeto preferencial dessas investigações. Afinal, formar leitores de literatura requer uma educação literária, e esta, por sua vez, exige um processo de ensino-aprendizagem que somente acontece no espaço escolar. Nesse sentido, este trabalho inscreve-se no campo dessas descobertas, propondo algumas reflexões. Inicialmente, buscou-se refletir sobre o letramento literário e a mediação de leitura enquanto processos que procuram promover práticas leitoras no sentido de orientar essa formação do leitor; posteriormente, refletiu-se sobre alternativas metodológicas que buscam guiar as atividades de leitura do texto em sala de aula. Nesse sentido, a proposta deste artigo consiste em promover um diálogo entre a sequência básica de Cosson (2016) e as estratégias de leitura propostas por Girotto e Souza (2011), sendo a metodologia desses pesquisadores aplicada à leitura do conto O cavalo imaginário, do escritor Moacyr Scliar; leitura esta que pode ser apresentada em turmas de 8°e/ou 9° anos. Dessa forma, concluiu-se que, no espaço escolar, é preciso tanto mediar quanto ensinar a leitura literária, propagando o prazer e a aprendizagem; mas esta, por sua vez, só ocorre quando a abordagem do texto de literatura é feita por meio de estratégias efetivas e sistematizadas que levem o aluno a compreender que a literatura se faz linguagem.

Biografia do Autor

Leydiane Maria de Sousa, Universidade Estadual do Piauí- UESPI
Especialista em Ensino de Literatura e outras Linguagens pela Universidade Estadual do Piauí - UESPI.
Emanoel Cesar Pires de Assis, Universidade Estadual do Maranhão - UEMA
Doutor em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Docente Permanente do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual do Maranhão - UEMA.
Publicado
2020-03-03