HOMEOSTASE GLICÊMICA: MECANISMOS MOLECULARES, CONSEQUÊNCIAS FISIOLÓGICAS E MÉTODOS DE MENSURAÇÃO DA GLICEMIA EM CÃES E GATOS

Paula Barbosa Costa, Sofia Borin-Crivellenti

Resumo


A concentração de glicose sanguínea é composta por um complexo mecanismo neuro-hormonal. Compreender sua importância abrange o conhecimento da interação dos principais hormônios que atuam sobre a síntese e estocagem da glicose, esses são glucagon e insulina, além de proporcionar uma visão ampla da hemostasia de outros hormônios relacionados. A mensuração da glicose na medicina veterinária compõe um dos principais exames complementares, visto que a glicose é um carboidrato ímpar no organismo, servindo como uma fonte de combustível primária para órgãos vitais como sistema nervoso central e para outros compostos metabólicos. A identificação da baixa ou alta concentração de glicose no sangue auxilia nos diagnósticos de diversas patologias de envolvimento de distúrbios metabólicos, além de influenciar diretamente nas decisões terapêuticas. Desta forma, a presente revisão abordará os conceitos fisiológicos do mecanismo da concentração de glicose no sangue e as novas técnicas empregadas na área da endocrinologia para mensuração de glicose sanguínea em cães e gatos.


Palavras-chave


Endocrinologia, Pequenos animais,

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.26843/investigacaov1812019p%25p