CITOLOGIA DE EFUSÃO PLEURAL NEOPLÁSICA DE ORIGEM EPITELIAL

Amanda Bizare, Patrícia Jábali Bueno, Fernanda Martinato, Nathan da Rocha Neves Cruz, Jéssica Rodrigues de Oliveira, Aureo Evangelista Santana

Resumo


O derrame pleural neoplásico é uma complicação frequente nos pacientes oncológicos. A descoberta de células malignas no líquido pleural ou na biópsia da pleura parietal significa disseminação ou progressão da doença primária e redução da expectativa de vida de cães com câncer. A imagem em tela trata-se de uma efusão pleural de um cão, boxer, fêmea, de 10 anos de idade diagnosticado pela histopatologia com carcinoma tubular grau III e metástase pulmonar. Observa-se também na figura alta celularidade, com padrão de células epiteliais e características de malignidade como: célula binucleada (seta preta), vesiculações citoplasmáticas (seta branca) e pleomorfismo celular.


Palavras-chave


Cães, Líquido torácico, Neoplasia epitelial



DOI: http://dx.doi.org/10.26843/investigacaov1762018p%25p