CRISTAIS DE BIURATO DE AMÔNIO EM URINA DE CÃO

Amanda Bizare, Nathan da Rocha Neves Cruz, Fernanda Martinato, Michelly Fernandes de Macedo, Helena Cristina Delgado Brito, Aureo Evangelista Santana

Resumo


Na imagem podemos observar os cristais de biurato de amônio em um canino, macho, de 11 meses de idade, sem raça definida, diagnosticado com shunt portossistêmico congênito. Os cristais apresentam coloração escura, formato arrededondado com pequenas protusões pontiagudas e são encontrados quando ocorre diminuição da conversão de amônia em ureia e o excesso de amônio propicia a formação desses cristais. Os desvios portossistêmicos congênitos são comunicações vasculares entre o sistema venoso portal e sistêmico, que permitem acesso do sangue portal à circulação sistêmica, sem que primeiro ocorra sua passagem pelo fígado. (ETTINGER & FELDMAN, 2005).


Palavras-chave


Cão, Shunt portossistêmico, Sedimento urinário



DOI: http://dx.doi.org/10.26843/investigacaov1762018p%25p