PERIODONTITE E OS FATORES PREDISPONENTES EM CÃES IDOSOS

Brenda Parreira, Débora Garcia, Adriana Jorge, Jéssica Cristina de Barros, Suellen Maia, Leonardo Carvalho, Lucas Pereira, Fernanda Dias

Resumo


A periodontite é a afecção oral mais comum nos animais de companhia, principalmente os senis, caracterizando-se pelo acometimento do periodonto. O agente etiológico desta afecção é a placa bacteriana organizada, que quando mineralizada ocasiona a formação de odontólitos que se aderem aos elementos dentários, predispondo à progressão da doença. A predisposição desta afecção é multifatorial e a sintomatologia varia de acordo com o grau de acometimento. Perante a alta incidência da periodontite em cães e seus inúmeros danos locais e sistêmicos, objetivou-se avaliar os dados de 11 pacientes atendidos no evento social “3º Dia do Cão Idoso - Universidade de Franca”, visando relacionar o grau de periodontite com a resenha e histórico dos participantes. Ademais, objetivou-se instruir os tutores sobre a importância dos métodos de tratamento e prevenção desta afecção oral. Os resultados demonstraram que a idade média dos participantes foi de 10,9 anos e que 91% apresentaram periodontite, sendo 36% leve, 37% moderada e 18% grave. Quanto ao porte, 91% eram pequenos e a maioria dos tutores não fornecia ração comercial, mas sim comida caseira. Somente 27,3% escovavam os dentes dos animais e apenas 9% destes foram submetidos a tratamento odontológico prévio. Diante da metodologia estabelecida e dos dados obtidos, admite-se que a periodontite é comumente diagnosticada em cães, mormente em raças pequenas e senis e que o tipo de alimentação e higienização são fatores predisponentes. Salienta-se também a importância do médico veterinário nas informações sobre tratamento e prevenção desta enfermidade, objetivando qualidade de vida e sobrevida dos acometidos.


Palavras-chave


doença periodontal, geriatria, odontologia veterinária, placa bacteriana, saúde oral

Texto completo:

PDF