PROCEDIMENTO CIRÚRGICO CONSERVATIVO EM VACA COM ARTRITE SÉPTICA INTERFALANGEANA DISTAL: RELATO DE CASO.

  • Fernando Alzamora Filho Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC https://orcid.org/0000-0001-6456-8998
  • Manoel L. Ferreira Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Bruno R. Santos
  • Luiz Gustavo R. Reis
  • Thalita Marques de Brito
  • Miriam Pinto Cavalcante
Palavras-chave: Medicina Veterinária

Resumo

RESUMO O presente trabalho teve como objetivo relatar as alterações clínicas e os tratamentos preconizados em um caso de pododermatite séptica em vaca Girolanda, criada extensivamente e proveniente de Ibicaraí, Bahia. No exame clínico, o animal apresentou claudicação severa, não apoiava o membro posterior direito, perda de tecido tegumentar na face plantar do dígito, talão da unha medial com perda acentuada de tecido córneo e fistulas com secreções purulentas na face medial da articulação metatarsofalangica e no espaço interdigital do casco. O exame radiográfico revelou artrite séptica crônica da unha medial. Foi realizado casqueamento preventivo e medicação pré-cirúrgica por dois dias com Ceftiofur e Meloxican. A técnica cirúrgica preconizada foi curetagem e artrodese. Lavou-se diariamente a ferida cirúrgica com solução anti-séptica, perfusão intravenosa regional com enrofloxacino, terapia sistêmica com Ceftiofur e Meloxican, terapia oral com Omeprazol e curativo com bandagem e emulsão asfáltica. A paciente apresentou redução gradativa do limiar de dor e após noventa dias de internamento, obteve alta hospitalar sem apresentar claudicação. A artrodese é um procedimento que mantém a longevidade do animal na propriedade, sendo uma alternativa importante no tratamento das lesões podais, entretanto, apresenta um custo elevado pela maior demanda de cuidados pós-operatórios e de mão-de-obra especializada. Palavras-chave: Anquilose, artrodese, claudicação, lesões podais, ruminante.

Biografia do Autor

Fernando Alzamora Filho, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999), Residência Médica em Clínica Médica de Ruminantes - Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2001) e Mestrado em Clínica e Cirurgia - UFMG (2003). Doutorado em Ciência Animal nos Trópicos pela Universidade Federal da Bahia (2013). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) na área de Clínica Médica de Ruminantes. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica e Cirurgia, atuando principalmente nos seguintes temas: ruminantes, patologia veterinária, patologia clínica, toxicologia e tuberculose bovina.
Publicado
2020-02-18
Seção
Relato de Caso Clínica e Cirurgia de Grandes Animais