EVENTOS CELULARES E BIOQUÍMICOS RESPONSÁVEIS PELA FORMAÇÃO E QUALIDADE DA EPIDERME QUERATINIZADA DO ESTOJO CÓRNEO DO CASCO DE BOVINOS: Revisão de literatura

Bruno Moraes Assis, Sara Sueli F. Ameida, Fernanda Monique R. Faria, Caroline Rocha de Oliveira Lima, Vanessa Maria de Assis Amaral, Valcinir Aloisio Scalla Vulcani, Luiz Antônio Franco da Silva, Rogério Elias Rabelo

Resumo


O objetivo dessa revisão de literatura é apontar os fatores intrínsecos e extrínsecos que comprometem os eventos celulares dos queratinócitos, influenciando a qualidade do estojo córneo, correlacionando estes aspectos à maior vulnerabilidade e predisposição dos bovinos às enfermidades podais. O primeiro produto da queratinização é a queratina, a principal proteína estrutural presente no estojo córneo. O segundo produto da queratinização é o cemento intercelular, cuja principal função é estabelecer uma conexão estável entre as células do tecido queratinizado. Aponta-se também, como importante função a capacidade de proteger as células da perda excessiva de água ou hidratação extrema. Nos bovinos, os eventos celulares e bioquímicos relacionados à formação do estojo córneo ainda são pouco relatados pela literatura científica, sendo muitos os questionamentos acerca do referido tema. Sabe-se que este processo é dinâmico podendo, todavia, sofrer influências diretas e indiretas de diversos mecanismos, sendo estes genéticos, nutricionais, metabólicos, hormonais e ambientais, refletindo na qualidade e resistência do casco. Os animais com cascos fragilizados devido à má nutrição, problemas metabólicos e despigmentação, quando submetidos a pisos abrasivos como o concreto das salas de ordenhas e currais, podem desenvolver microfraturas no cemento intercelular que desestabiliza o estojo córneo, favorecendo a entrada de água no casco, que por sua vez, desfaz as pontes de hidrogênio das proteínas estruturais. Quando essas pontes são desfeitas e os animais são submetidos a ambientes de alta umidade e contaminação por períodos prolongados, os cascos se tornam intumescidos facilitando a ascensão de microrganismos patogênicos, responsáveis pelo surgimento das enfermidades podais.


Palavras-chave


cemento intercelular, papilas epidérmicas, pontes de hidrogênio, queratinócitos, síntese proteica, túbulos córneos

Texto completo:

PDF