BIOSSEGURIDADE NA PRODUÇÃO DE SUÍNOS

  • Marcos Lúcio Magalhães Universidade de Franca
  • Cíntia Fonseca Magalhães Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro - IFTM - Campus Patos de Minas
Palavras-chave: agentes infecciosos, biosseguridade, custos de produção, granjas, suínos

Resumo

Objetivou-se com essa revisão de literatura abordar aspectos a serem considerados na elaboração de um programa de biosseguridade para sistemas intensivo de criação de suínos. As medidas abordadas visam garantir a saúde dos planteis, por meio de medidas preventivas, que impeçam a entrada de agentes infecciosos no sistema de produção, e assim favorecer índices zootécnicos importantes como, conversão alimentar, ganho de peso diário e mortalidade, além de reduzir o uso de medicamentos. A garantia de retorno financeiro na produção de suínos está diretamente relacionada como a condição sanitária dos rebanhos, pois esta é fundamental para que os animais expressem todo seu potencial genético. Desta forma, a maior justificativa para a implementação de um programa de biosseguridade nas criações de suínos são os prejuízos econômicos, causados pelo aumento nos custos de produção, decorrentes da vulnerabilidade sanitária dos planteis sem esse programa.

Biografia do Autor

Marcos Lúcio Magalhães, Universidade de Franca
Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade de Uberaba, MG (2005) e aprovado no 9º exame nacional de certificação profissional (CFMV/CRMV), pós-graduado em Defesa Sanitária Animal pela Universidade Federal de Lavras, MG (2008) e em Diagnóstico Ultrassonográfico pela Echoa,Campinas, SP (2014). Mestrado em Ciência Animal pela Universidade de Franca, SP (2016). Foi responsável pela área de reprodução e produção de suínos do maior complexo produtor do país (PERDIGÃO/ BRF - Brasil Foods - Rio Verde GO). Possui ampla experiência com sistema de integração rural, gerenciamento de sistemas de informação, gestão de equipes multidisciplinares e relação comercial. Ainda na PERDIGÃO / BRF atuou no planejamento, coordenação e supervisão do projeto de expansão da suinocultura se destacando ano após ano com os melhores resultados em produtividade no âmbito da companhia. Atuou como palestrante em diversas ocasiões acadêmicas e profissionais e como instrutor em diversas práticas relacionadas à medicina veterinária, tais como, clínica médica, cirurgias e análises anatomopatológicas. Trabalhou com clínica e cirurgia de pequenos animais. Atualmente, trabalha como cardiologista e ultrassonografista junto às clínicas veterinárias na região do Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro como profissional liberal e é professor da graduação em Medicina Veterinária na Faculdade Patos de Minas.
Cíntia Fonseca Magalhães, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro - IFTM - Campus Patos de Minas
Co-Autora: Profa. Cíntia Fonseca Magalhães.Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro - Campus Patos de Minas – MG - BR-365 - Planalto, Patos de Minas - MG Patos de Minas, MG, CEP.: 38706-328 Telefone - (34) 3814 – 7898.e-mail: cintiamagalhaes9@gmail.com
Publicado
2017-04-05
Seção
Revisão Reprodução Animal