BIOSSEGURIDADE NA PRODUÇÃO DE SUÍNOS

Marcos Lúcio Magalhães, Cíntia Fonseca Magalhães

Resumo


Objetivou-se com essa revisão de literatura abordar aspectos a serem considerados na elaboração de um programa de biosseguridade para sistemas intensivo de criação de suínos. As medidas abordadas visam garantir a saúde dos planteis, por meio de medidas preventivas, que impeçam a entrada de agentes infecciosos no sistema de produção, e assim favorecer índices zootécnicos importantes como, conversão alimentar, ganho de peso diário e mortalidade, além de reduzir o uso de medicamentos. A garantia de retorno financeiro na produção de suínos está diretamente relacionada como a condição sanitária dos rebanhos, pois esta é fundamental para que os animais expressem todo seu potencial genético. Desta forma, a maior justificativa para a implementação de um programa de biosseguridade nas criações de suínos são os prejuízos econômicos, causados pelo aumento nos custos de produção, decorrentes da vulnerabilidade sanitária dos planteis sem esse programa.


Palavras-chave


agentes infecciosos, biosseguridade, custos de produção, granjas, suínos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26843/investigacao.v16i1.1728