ESPÉCIES REATIVAS AO OXIGÊNIO, ANTIOXIDANTES E SUAS IMPLICAÇÕES NA QUALIDADE DO SÊMEN CONSERVADO DE MAMÍFEROS DOMÉSTICOS

Ricardo Toniolli, Jonathan Maia da S. Costa

Resumo


O processo de criopreservação proporciona uma série de alterações celulares, as quais são responsáveis pela perda de qualidade do ejaculado. Os danos podem variar desde a queda da motilidade até lesões irreversíveis ao DNA espermático, que contribuem para redução das taxas de fertilidade. Estas crioinjúrias são resultados da produção exacerbada das espécies reativas de oxigênio (EROs) no sêmen. Com objetivo de minimizar os danos causados à célula espermática, diversos estudos têm sugerido a adição de antioxidantes aos meios de refrigeração e congelação do sêmen.


Palavras-chave


espermatozoides, congelação, radicais livres, refrigeração.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.26843/investigacao.v16i8.1396