A CONSTRUÇÃO DO ATOR “ZELADOR” EM “O ZELADOR”, DE MENALTON BRAFF

Flavia Karla Ribeiro Santos, Vera Lucia Rodella Abriata

Resumo


Este trabalho analisa, por meio do referencial teórico da semiótica francesa, o conto “O zelador”, de Menalton Braff, focalizando a construção do ator-protagonista no papel temático de “zelador”, que dá título ao texto, bem como seus papéis actanciais e patêmicos. Para tanto será aplicado o percurso gerativo do sentido ao texto, que engloba os níveis fundamental, narrativo e discursivo. Apreendemos ainda, no texto, o desenvolvimento de um esquema passional canônico. Em termos de nível narrativo objetiva-se descrever os programas narrativos do sujeito “zelador” em busca de objetos-valores que dão sentido a sua existência. Por outro lado, tendo em vista a estrutura discursiva do conto, descrevemos as isotopias figurativas que demonstram a isotopia temática da ascensão social e da violência. Nesse sentido, busca-se evidenciar o conflito que se estabelece no texto entre os valores morais do “zelador”, diante da falha na atribuição que lhe foi dada, e o ato de proteger, cuidar de seu amigo.

Texto completo:

PDF