A teoria poética de Bakhtin e A hora da estrela de Clarice Lispector

Juscelino Pernambuco

Resumo


O romance mereceu de Bakhtin uma contribuição até hoje não inteiramente aproveitada na análise da prosa romanesca brasileira. Toda a produção do gênero discursivo romance brasileiro pode ser lida com fundamento nos ensaios deste intelectual russo e, certamente, se enriquecerá com esse procedimento. Para Bakhtin, os gêneros do discurso – neles incluído, com especial atenção, o romance – vão acumulando, ininterruptamente, formas de visão de mundo, cujos olhares e sentidos explicitam o caráter de uma sociedade e de uma época e seu devir, ou vir-a-ser. Neste trabalho, interessa-nos analisar o romance A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, à luz da teoria poética de Bakhtin para verificar como ele confirma a visão de Bakhtin (1998) sobre o romance como uma síntese da representação cultural constituída por uma sociedade no seu processo de formação e funcionamento.

Texto completo:

PDF