OS VERBOS HAVER E TER EXISTENCIAIS EM DADOS DE FALA CULTA FORTALEZENSE – UMA ANÁLISE VARIACIONISTA

Palavras-chave: verbos existenciais, sociolinguística variacionista, falar culto, Fortaleza-CE.

Resumo

Com base na perspectiva da Sociolinguística Variacionista, analisamos a atuação de fatores linguísticos e sociais sobre a variação dos verbos existenciais haver e ter. Coletamos dados da fala de 50 informantes do corpus do projeto Português Oral Culto de Fortaleza - PORCUFORT e analisamos 09 variáveis linguísticas e 03 variáveis extralinguísticas. Os resultados da análise estatística revelaram que, de 2.268 dados, 461 (20,3%) pertencem a haver e 1.807 (79,7%) são de ter. Os grupos de fatores relevantes para o verbo haver foram, nessa ordem de importância: traço semântico do SN, tempo e modo verbal, tipo de registro, concordância entre o verbo e o SN, faixa etária, repetição do verbo no mesmo enunciado, presença de elementos à esquerda do verbo, sexo e posição do SN.

Biografia do Autor

Rakel Beserra de Macêdo Viana, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará - UECE/Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC-CE
Doutoranda e mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Graduada em Letras Português/Inglês pela mesma instituição, na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos - UECE/FAFIDAM (2007). Especialista em Gestão Educacional (2009) e em Ensino de Língua Inglesa (2012). Tem experiência no Ensino Básico com desenvolvimento de Projetos de Leitura e Escrita e no Ensino Superior em Educação à Distância.
Aluiza Alves de Araújo, Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Doutora e mestre em Linguística pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Graduada em Letras pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Professora adjunta K da graduação em Letras e do curso de Pós-Graduação em Linguística Aplicada (PosLA) do Centro de Humanidades (CH) da UECE. Atua na área de Letras com ênfase em Linguística, Sociolinguística e Dialetologia. É coordenadora do projeto Retratos sociolinguísticos de aspectos fonológicos, morfológicos e sintáticos do falar de Fortaleza – CE.
Publicado
2020-08-07