EUDAIMONIA NO PENSAMENTO OCIDENTAL DO SÉCULO XXI: alienação política na era pós-racional

  • Ana Lucia Magalhaes Fatec - Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo - Cruzeiro
Palavras-chave: felicidade, virtude, vida política, moral

Resumo

A felicidade é tratada como um conceito baseado na eudaimonia de Aristóteles, com acréscimos de outros filósofos, como Sócrates, Platão, Espinosa e aplicada aos desenvolvimentos políticos atuais. O estudo de caso analisa dois discursos de líderes mundiais: a alemã Angela Merkel em uma entrevista coletiva após uma visita a um campo de refugiados, prometendo a aceitação de um grande número de refugiados, e Donald Trump durante sua campanha eleitoral, propondo um muro contendo imigrantes na fronteira EUA-México. As perguntas da pesquisa são: qual é a relação entre a felicidade aristotélica e a nobreza de caráter? Existem contribuições significativas de outros filósofos? Como o discurso de Merkel sobre aceitação de refugiados aborda a eudaimonia? Como o discurso de Donald Trump no muro da fronteira mexicana se relaciona com a felicidade? Assim, o objetivo da pesquisa é contribuir, através do estudo de conceitos de Aristóteles e outros filósofos, além de trabalhos acadêmicos publicados entre 2016 e 2018, para aprofundar o entendimento da eudaimonia na política do século XXI.

Biografia do Autor

Ana Lucia Magalhaes, Fatec - Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo - Cruzeiro
Doutora e Mestre em Língua Portuguesa pela PUC-SP. Pós-doutora em Retórica pela mesma instituição. Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia, professora de Leitura e Produção de Textos, Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Método da Produção do Conhecimento. Membro da ABC (Association for Business Communication - EUA), ISHR (International Society for History of Rhetoric - Germany), SBR (Sociedade Brasileira de Retórica) e ERA (Estudos Retóricos e Argumentativos.
Publicado
2020-08-07